Lafite, Mouton, Pichon, Baron, Latour tudo junto e misturado

A Commanderie du Bontemps ou Comendadoria do Bomtempo, numa tradução literal, reúne o que há de melhor no Médoc, Graves, Sauternes e Barsac. Presidida por Emmanuel Creuse do Château d’Issan ela faz algumas belas reuniões gastronômicas por ano. Festa da Flor é uma das mais disputadas e tem como foco o mercado internacional com muito glamour e luxo. Fui neste domingo no almoço de São Vicente, padroeiro dos vinhateiros, em Léognan, no coração de Graves. A grande diferença deste almoço com os outros eventos é que aqui o público alvo é o bordalês. São os confrades que fazem viver as quatro grandes denominações de origem durante todo o ano. É a turma que carrega o piano. Muitos se conhecem e o papo é animado. Novos membros foram entronizados antes do almoço, quase todos franceses.

Uma das magias desta confraria é o prazer de compartilhar. Seja a boa comida que sempre é servida, sejam os grandes vinhos. Uma seleção de vinhos da “casa” estava nas mesas: Château de Pez 2005, Crus Bourgeois Saint Estèphe, La Tour Martillac, GCC de Péssac-Léognan, 2008 e Marquis du Terme 2005,  GCC de Margaux, e o branco Château Olivier 2005, GCC de Péssac Léognan. Essa cumplicidade e amizade faz com que os produtores e negociantes levem seus vinhos para o almoço. A diferença é o que os châteaux são aqueles top do top de Bordeaux, que você sempre sonha em beber. De um momento para outro começaram a circular na minha mesa garrafas de Mouton Rothschild 2010, Lafite Rothchild 2009, Calon Ségur, Léoville Barton 2012, Montrose 2005, D’Issan 2012, Clerc Milon 2009, Rieussec 2009, Haut Bailly 2014, Tronquoy Lalande 2009, Lynch Bages 2008, Pibran 2012, Malartic Lagravière 2010, Grand Puy Lacoste 2011, Nairac 2011, Phélan Ségur 2015, Les Forts de Latour 2013 (o segundo vinho de Latour), Haut Marbuzet 2017, Lafon-Rochet 2001, Cos d’Estournel 2011, Pichon Baron 2012, Smith Haut Lafitte 2012, Cos Labory 2011, Duhart-Milon 2014, Château Clarke 2015 e Talbot 2012 e Prieuré Lichine 2014. Uma verdadeira orgia vínica. Como você pode ver a turmas dos grandes châteaux compareceu em peso.

 

Um contato dos vinhos degustados, não exaustivo.

Ser membro desta confraria é realmente um privilégio. Existem confrarias e confrarias.

Santé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: