O clima está muito tenso em Bordeaux

Em entrevista publicada na semana passada no jornal francês Le Figaro o produtor Bernard Magrez, leia-se Château Pape Clément e mais 42 propriedades no mundo, afirmou que a situação em Bordeaux está complicada. “O clima está muito tenso. Os negociantes dizem que a situação os faz lembrar 2008 no momento do grande quebra do sistema bancário. Eles são unânimes em dizer que estão enfrentando dificuldades de distribuição e as mesmas incertezas que tínhamos conhecido no momento da queda do banco Lehman Brothers. Mas em 2008, não tivemos essa epidemia potencial e a psicose geral que a acompanha”. Magrez afirmou ainda que os produtores de grandes vinhos que souberam limitar os preços em 2019 estão se saindo bem melhor do que os outros, concluiu.

bernard magrez
O produtor Bernard Magrez. Foto divulgação.

Isto é, um quarto está se dando bem e o resto passando certo sufoco. Como se diz no Brasil quem tem olho grande não entra na China. Eis outro mercado onde os franceses estão sofrendo bastante devidos às taxas. Nos EUA o mercado de vinhos mais caros consegue absorver a taxa Trump de 25% com mais facilidade, mas o segmento de preços mais competitivos sofre bastante com a concorrência de países que não foram penalizados: Itália, Chile e Austrália.

Vai ter gente quebrando ou se endividando. O preço do Bordeaux despencou. Os pequenos châteaux e cooperativas estão em situação dificílima. Vendendo o almoço para comprar a janta. A queda nos preços pode se transformar numa oportunidade para reconquistar certos mercados. Santé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: